“A origem do mundo – homenagem a Gustave Courbet” de Henrique Silva inaugura dia 15 de dezembro

Henrique Silva dispensa apresentações. E no próximo sábado, dia 15 de dezembro, está de regresso ao Fórum Cultural de Cerveira. “A origem do mundo – homenagem a Gustave Courbet” é o nome escolhido pelo artista plástico para esta mostra que exalta o corpo feminino a partir de 30 desenhos.

Aos 85 anos, Henrique Silva dá a conhecer ao público, sem preconceitos, uma faceta intimista do seu trabalho que apresenta a figura da mulher como protagonista. Composta por 30 desenhos, esta ‘ode’ feita na sua maioria em tinta da china, pormenoriza a sensualidade das linhas do corpo feminino.

Recorrendo a Gustave Courbet, artista que marcou o movimento impressionista e o desenvolvimento da pintura moderna, Henrique Silva pretende provocar o espectador com o controverso presente no seu trabalho. “Inculcada a noção de pecado por várias religiões, ainda hoje sofremos conceitos que comandam a relação humana entre si. Por isso a minha proposta é, cada dia, não levar nada a sério, ou vejamos o exemplo dos povos ditos primitivos, para reaprendermos a viver em comunidade”, explica o artista.

Segundo a curadora da exposição, Helena Mendes Pereira: “Os desenhos de Henrique Silva, como a sua pintura e a sua produção plástica e visual ao longo de mais de 60 anos, estão entre o poético e o político, o quotidiano real e sonhado, a intervenção e a reflexão”.

A inauguração está agendada para as 16h00 e contará com um apontamento musical da Academia de Música Fernandes Fão. De acrescentar que pelas 17h00, decorrerá ainda a abertura da mostra “A2”, dos artistas minhotos Madalena Macedo e Mário Rebelo de Sousa.

 

Sobre Henrique Silva

Henrique Silva é atualmente presidente do Conselho de Fundadores da FBAC. Foi diretor das Bienais Internacionais de Arte de Cerveira entre 1995 e 2007. Em dezembro de 2013 foi nomeado vice-presidente da FBAC e coordenador cultural, tendo também assumido funções de diretor artístico da XVIII Bienal de Cerveira (2015). Foi diretor executivo da Cooperativa Árvore, de 1978 a 1996 e da Associação Projecto, Núcleo de Desenvolvimento Cultural, entre 1995 e 2007. Na Escola Profissional de Economia Social assumiu funções de diretor geral e pedagógico da em 1989/91 e 1998/2000.

O seu percurso académico conta com uma bolsa da Fundação Gulbenkian em Paris, entre 1961 a 1963. Foi também na cidade das luzes obteve a sua licenciatura em Artes Plásticas para o Ensino, na Universitée de Paris VIII, no ano de 1977. Expõe regularmente desde 1958, tendo realizado mais de 50 exposições individuais em França, Espanha, Bélgica, Suíça, Brasil e Portugal, e mais de 200 exposições coletivas entre a Europa, América e Japão.

É diretor do curso de Artes Plásticas e Multimédia na Escola Superior Gallaecia e autor do livro “Diários – entre a angústia e a afirmação”, edição do Atelier Gondar (2012). Atualmente dirige o Atelier de Gondar – Centro de Investigação Arte e Design, em Vila Nova de Cerveira.

 

Catálogo da exposição individual de Henrique Silva 

 

Data das exposições: 15 de dezembro a 26 de janeiro de 2019

Local: Fórum Cultural de Cerveira | Avenida das Comunidades Portuguesas S/N 4920-275, Vila Nova de Cerveira

Horário: terça a sexta-feira: 15h00 às 19h00; sábados e feriados: 10h00 às 13h00; 15h00 às 19h00

X