Performances e intervenções artísticas

_D6C4534

Performance/Instalação “A Morte da Antígona”, Susana Oliveira (PT), 18 julho ’15

 

18 julho | 18h30 às 19h30
A MORTE DE ANTÍGONA Performance/ Instalação
DEPARTAMENTO DE TEATRO – ESCOLA SUPERIOR DE MÚSICA, ARTES E ESPECTÁCULO
Fórum Cultural (Openspace)

Comissária: Manuela Bronze

Concepção, texto e apresentação: Susana Oliveira [voz off: António Durães; operação luz/vídeo: Tiago Ralha; música original: Alberto Lopes; fotografia: A. Gorgal]

 

21 julho | 15h00 às 17h00
Intervenção pictórica “Prenúncio”, de Ricardo Campos
Fórum Cultural

Intervenção pictórica que visa relacionar o fenómeno artístico que se vive em Vila Nova de Cerveira desde o final da década de 70 do passado século XX com as populações onde acabou por se integrar.
Assim, é do mundo rural do Minho que tomarei como cenário e referentes transpondo, para o espaço da tela, uma identidade marcada pela realidade rústica e religiosa uma memória visual que me recorda, através das mulheres do povo, dos bichos da serra, dos mitos e ritos, dos fetiches e das superstições, uma mensagem do social, onde o drama desta existência humana e a condicionante espiritual pairando sobre os rostos, serão símbolos iconográficos comuns na linguagem pictórica a apresentar.

 

15 agosto | 18h00 às 20h00 (Porta XIII e Terreiro) e 22h00 às 24h00 (Fórum Cultural – Openspace)
Cataclístics – Happening Situacionista Polipoético
PROJEÇÃO DE VÍDEO, RECITAL, PERFORMANCE

 

18, 19 e 20 agosto
Instalação Henrique Neves “Heróis do Mar”
Margem Rio Minho

BOTES E BÓIAS
A letra de A PORTUGUESA de H Lopes de Mendonça é uma chamada às armas que celebra o heroísmo dos portugueses e do seu passado marítimo. Tendo em conta que a relação que a maior parte dos portugueses/as vivas têm com o mar é a praia, BOTES E BÓIAS coloca insufláveis no parque. São elementos perversos e pervertidos: cheios com água ficam “presos” ao chão, mas simultaneamente ecoam a estatuária pública e a brincadeiras.

 

23 agosto | 21h00 às 22h30
Concerto Performance “Percurso Invisível” | Autor: Fantasma
Fórum Cultural (Openspace)

 

25 a 28 | 15h30 às 23h30
Arte Urbana | Rúben Faria
Fórum Cultural (Parede exterior)

 

29 agosto | 22h00 às 23h00 Performance Video Maping “Quarto Urbano”
Autor: Quarto Urbano 
Largo do Terreiro

Quarto, compartimento para dormir, dependência. Maior abrigo. Ventre materno entre quatro paredes. Conforto, local onde nos despimos da roupa e nos mostramos vestidos de nós mesmos. Sem hesitações, sem vergonha, com verdade, com veemência.
Somos espantosamente vernáculos quando estamos no conforto de um espaço que é nosso, que nos acolhe como se fosse um abraço que aguarda o dia inteiro pelo nosso corpo cansado. Esta intimidade entre o nosso âmago e o quarto que nos embrulha a alma assume a forma de imagem, de jogo de luz, de movimento. A dinâmica ganha forma projetada em superfícies tão irregulares quanto os nossos anseios e ganha volume na música que acompanha as imagens, com harmonia e elegância. Quarto Urbano é o nome do projeto que põe a nu a natureza do Ser Humano, pujante, inseguro e apaixonado.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone
X