Exposição Aquarte – Uma mirada galaico-portuguesa sobre o rio Minho 2017

No âmbito do projeto internacional “Aquarte – Uma mirada galaico-portuguesa sobre o rio Minho 2017” e dando continuidade à edição de 2014, a Fundação Bienal de Arte de Cerveira (FBAC) desafiou quatro artistas portugueses e quatro espanhóis a descer o Rio Minho. O resultado é apresentado ao público numa exposição que se encontra patente, até 8 de abril, no Fórum Cultural de Cerveira.

Contribuindo para a cooperação cultural transfronteiriça, o objetivo deste projeto consiste em apresentar a visão de 8 jovens artistas das duas margens do rio, como testemunho de uma identidade comum.

Nazaré Álvares (PT), Marco Costa (PT), Ricardo de Campos (PT), Filipe Rodrigues (PT), Alfonso Rey (ES), Nerea Castro (ES), Delio Rodríguez Ces (ES) e Verónica Vicente (ES) aceitaram o desafio e apresentam ao público a partir de sábado, 4 de março (16h00), os seus trabalhos.

“Esta exposição abre portas a diálogos e expetativas de como a obra de arte pode ser um meio de comunicação intercultural, permitindo a partilha da visão das comunidades e esbatendo fronteiras”, explica o coordenador artístico e de produção da FBAC, Cabral Pinto.

A travessia, que contou com o apoio do Aquamuseu do Rio Minho, teve início em Vila Nova de Cerveira e terminou no cais de Caminha.

  

Local: Fórum Cultural de Cerveira | Avenida das Comunidades Portuguesas S/N 4920-275, Vila Nova de Cerveira

Horário: terça a sexta-feira: 15h00 às 19h00; sábados e feriados: 10h00 às 13h00; 15h00 às 19h00

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone
X