Documentário da XVIII Bienal Internacional de Arte de Cerveira selecionado finalista em Festival Internacional Art&Tur

official_selection_2016

O Documentário da XVIII Bienal Internacional de Arte de Cerveira é finalista na Secção TV/DOC do Festival Internacional ART&TUR 2016, que terá lugar de 19 a 22 de outubro, em Vila Nova de Gaia. Para o presidente da Fundação Bienal de Arte de Cerveira, Fernando Nogueira, “é com muita satisfação que vemos o nosso Documentário ser selecionado neste reconhecido festival internacional que distingue a criatividade e inovação no domínio da promoção turística e das novas tendências do turismo”.

Organizado pela APTUR – Associação Portuguesa de Turismologia e pela BRIDGE – Events and Entertainment com o apoio oficial da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, este festival contou, nesta sua 9.ª edição, com a inscrição de mais de 300 filmes provenientes de 52 países.

Para o presidente da FBAC este é mais um passo dado na “estratégia de internacionalização da bienal de arte mais antiga do país, com a inserção e potenciação do evento em redes internacionais”. O Documentário da XVIII Bienal Internacional de Arte de Cerveira, produzido este ano com cerca de 25 minutos, conta com a direção de Luís Lagadouro.

De lembrar que o Documentário da XVIII Bienal Internacional de Arte de Cerveira, que reúne os momentos mais marcantes da última edição do evento (2015), compete, também, em outros dois festivais internacionais de renome: o Cannes Corporate Media & TV Awards, que decorre a 12 e 13 de outubro e distingue anualmente os melhores filmes corporativos do mundo, media online e produções de TV, num dos centros de cinema mais importantes: Cannes; e no TOURFILM – International Tourism Film Festival, o mais antigo festival de cinema internacional do mundo focado em turismo, que se realiza na República Checa, de 6 a 8 outubro.

Numa altura em que já se prepara a XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira (2017), a consolidação e internacionalização do evento “contribui para o reforço da notoriedade da Região Norte no mundo, enquanto um espaço de modernidade e de qualidade de vida, com reflexos ao nível da sua atratividade” acrescentou Fernando Nogueira.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone
Publicado em Notícias