DACOS (1940-2012)

Artista Dacos 1979.-75 reflet de Dacos sur la plaque de cuivre. Phto Altares

Dacos (1940-2012) 

A homenagem que queremos prestar ao gravador Dacos, (1940-2012) de origem Belga, mas também bem Português, pela sua participação ao longo de mais de 20 anos nas atividades da Bienal, e não só, desde as então Escola de Belas Artes de Lisboa, à Sociedade Portuguesa de Gravadores, passando pela Cooperativa Árvore, com inúmeros ateliers de gravura, intercâmbios de jovens artistas com a Academia de Belas Artes de Liège e a sua generosidade perante todas as dificuldades financeiras que decorreram durante esses anos, pode dizer-se que foi um artista que se sobrepôs a si mesmo no conceito de cada um vale o que sabe.

Esta mostra, que percorre os vários estados do seu trabalho e das suas afinidades, é quase a história da sua vida e da forma, com um certo humor em alguns casos, como ele viveu as relações que teve de trabalho mas também de experiências de que ele foi rico e que enriqueceram muitos artistas.

 

Henrique Silva, Diretor Artístico

| A exposição de Homenagem encontra-se no 1.º piso da Factory VNC (antigo edifício dos Bombeiros) |

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone
X